Terça-feira, 31.03.09

Nova roupa do Blog!

É verdade.

O Blog tem um novo visual.

Houve uma passagem de modelos de Backgrounds em que o Shura esteve presente, e com honestidade ele disse qual era o melhor, e cá está um background escolhido por ele ( fica mesmo bem com o cabeçalho! ). Parabéns ao Background. ( Hehe)

É o meu segundo cabeçalho "mix", pois é um conjunto de coisas que mais gosto, neste caso o cabeçalho contém:

- Foto da Selena Gomez

- Foto do Jack Sparrow

- Música

- Ballet

- The nightmare before chirstmas

- Rock ( a guitarra )

Segunda-feira, 30.03.09

O recorde do blog

Este blog tem:

  • 231 posts
  • 288 comentários
  • 7881 visitas

E quero chegar a milhões!!! ( Que exagero...)

publicado por Ynnêz às 11:29 | comentar | ver comentários (2)
Domingo, 29.03.09

Starbucks coffee

Hoje bebi um destes.

Com alto cenário hein?

publicado por Ynnêz às 23:50 | comentar
Sábado, 28.03.09

Indecisa

Preciso muito da vossa opinião.

Não sei se devo pôr franja ou não.

Qual das fotos gostam mais?

 

publicado por Ynnêz às 22:09 | comentar | ver comentários (9)

Velhos tempos.

Desde o dia do meu nascimento até hoje, mudou imensa coisa.

Nada igual, tudo diferente.

Que posso dizer? Agora tudo está mais infeliz ou feliz? Tanta mudança, tantos obstáculos e tantos sofrimentos. E conseguimos ultrapassar tudo.

Memórias bem guardadas, se houver um Diário, melhor.

A personalidade de cada pessoa muda, defeitos que nunca mais serão mudados.

Das famílias mais unidas que pode haver podem separar-se. Histórias de males terrivelmente inacreditáveis, tristezas, sofrimentos, mentiras e erros imperdoáveis, sim é isso que faz a separação.

Dias e anos passados. Casamentos e aniversários nunca serão repetidos, passaram e não voltam mais. Amigos, inimigos, melhores amigos, primos, sobrinhos, irmãos e um dia haverá de certeza uma separação. Talvez com sorte, porém, podem voltar a ver-se, receber um grande abraço e falar do tempo em que ficavam juntos e dos bons momentos únicos em que o tempo era realmente uma  daquelas imagens agradáveis. Às vezes esse erro é tão grande que é difícil de perdoar. Afastamento entre famílias é o pior que há, para quê ter um papel de Super-Herói e resolver todos esses problemas?

Não se consegue. Se assim o fizeram, não se pode fazer nada. 

Sabendo que um adulto já tem mentalidade certa para essa idade, esse em certas alturas pode ser pior que uma criança de 7 anos. Faz os piores erros que pode fazer, o mais triste é  ser um adulto e comportar-se como uma criança.

 

E vendo fotos, vendo rostos a sorrir, vendo olhares a brilhar, sentindo assim, um sentimento de querer voltar para atrás.

Esse tempo, era o tempo quando era pequena, uma inocente que pensava que teria essa felicidade para sempre. Como é claro, como o mundo está, há sempre alguma desgraça pronta para acontecer. Além disso, porque eram todos assim antes e agora é tudo virado do avesso?

Contudo, parece que hoje é uma imagem negra e pelo que vejo nas fotos era algo mais colorido e feliz. Em que as pessoas comunicavam umas com as outras e não havia inimigos, quer dizer só alguns, mas falavam e não criticavam

 

Todos querem acabar com uma coisa que já não conseguem aguentar mais e assim resolvem de uma determinada forma... Incrivelmente muito triste. No fundo, quando finalmente conseguiram afastar-se disso, percebem milagrosamente que já têm saudades daquilo que estavam fartas.

 

Sendo assim, temos que olhar sempre em frente, e ter força de vontade para ultrapassar tudo, mesmo que as coisas não estejam fáceis como dantes.

Nunca desistir, nunca separar-se das pessoas que nós gostamos.

Os Seres Humanos, são inteligentes, conseguem até ver um bocadinho do futuro se pensarem bem.

Lutar sempre, é o que devemos fazer

Velhos tempos, bons tempos, belas fotografias. Assim ficará na memória para sempre.

 

 Que um dia, eu veja o que é uma pura felicidade, estou quase a encontrar a resposta, eu sei disso.

 

Agradeço às pessoas que têm bom coração.


 

P.S- Este testamento não é tudo sobre mim.

Photos: Me and family

Quinta-feira, 26.03.09

Perigrinação a Fátima

Já tinha feito algumas caminhadas, mas desta vez foi a sério! De Alcanena até Fátima a pé (penso que foi 30 km ), mas com os amigos é sempre bem melhor.

Muito calor, muito cansaço, mas consegui :)

A dizer adeus aos automobilistas e eles apitarem e receber comentário desagradáveis como " ANDEM MAIS DEPRESSA", sinceramente adorei esta caminhada.

O melhor, foi por ter tocado guitarra durante o almoço.

A foto não é minha.

publicado por Ynnêz às 22:15 | comentar
Terça-feira, 24.03.09

A Lenda do lago negro

Para ler este longo texto, acompanha com essa música.

Era uma vez um incrível lago negro do qual se dizia ser assombrado…Havia lá monstros marinhos desconhecidos, e muitos deles eram muito perigosos. Os animais que viviam à volta do lago negro tinham medo dos animais aquáticos porque sabiam que lá vivia um monstro marinho enorme com garras muito poderosas. Perto do lago, estava sentada uma avestruz, a olhar para o seu reflexo na água… De repente, apareceram uns olhos debaixo de água. Era o monstro, que não gostava nada que os animais estivessem perto da beira do seu lago. Mas avestruz era muito corajosa e não fugiu. O monstro saltou fora da água, e fez com que as nuvens ficassem negras e tempestuosas e o lago tornou-se profundo e escuro. As árvores morreram, as plantas murcharam, a linda paisagem ficou escura. Todos os animais fugiram para longe do lago. Enquanto a avestruz ficou olhar para o monstro, este começou a cuspir fogo para a paisagem e os vulcões circundantes que lá havia começaram a deitar lava. Era um autêntico inferno o que se havia instalado naquele local. Era a primeira vez que o monstro havia saído da água. A avestruz prometeu a si própria que ia matar o monstro, apesar do seu tamanho diminuto. Mas ela não era um animal qualquer, era uma avestruz, o animal mais rápido e mais feroz das redondezas. Ela não tinha dentes, mas o seu bico era aguçado. Deu uma valente bicada ao monstro, e este começou a lutar com a avestruz. Rápida, a elegante ave conseguia desviar-se dos jactos flamejantes do monstro, e ferrava-lhe bicadas fortes que o faziam sangrar por todos os lados. Começaram a ficar fracos…mas nenhum cedia. A luta era renhida. Felizmente para a avestruz, o monstro perdera demasiado sangue. Acabou por desfalecer, morto, no chão.

A pequena avestruz saiu vitoriosa, ninguém sabe como. E ainda hoje os pequenos animais que vivem no lago troçam do cadáver do monstro e aclamam a avestruz como uma heroína. E assim será durante muitos anos, se a Natureza assim quiser.


 

Autoras: Ynnêz e Hermy 2008                           

publicado por Ynnêz às 00:00 | comentar | ver comentários (1)

pesquisar neste blog

 

posts recentes

♥Blogs

arquivos